30 de setembro de 2010

Inspiracão oriental

EFEITO ORIGAMI.
A arte japonesa de dobrar papel se aplica aos tecidos e se transforma em acabamentos para bolsos, decote e mangas. A cor suave e o comprimento curtinho dão o toque tropical ao vestido, ótimo para passeios ao ar livre e tarde de compras. As wagasas, sombrinhas feitas com ripas de bambu, protegem do sol e da garoa fina com muito estilo.











TECIDOS NOBRES.
A seda, comum nas vestimentas orientais, aparece nas versões cetim, xantungue ou zibelina, como nesta blusa. A manga japonesa, pequena e inteiriça, dá personalidade à peça, que pode ser combinada também com jeans retos.. Use a calça estampada com a blusa escura para não sobrecarregar a produção. O brilho do lurex faz referência ao glamour asiático.









MANGA-QUIMONO.
Ampla, ela aparece em vestidos, túnicas e casacos. Esta blusa, uma releitura do haori, um tipo de quimono curto masculino, ganha sensualidade em renda. Use-a com top ou regata por baixo. . O clog ou geta, como é chamada a plataforma japonesa de madeira e palha, tem versão ocidental com as amarrações e detalhes dourados, podendo ir a festas.










ESTAMPA FLORAL.
Símbolo da felicidade, a cerejeira, ou sakura, promove um espetáculo para os japoneses na primavera. Suas flores delicadas são tão reverenciadas que é comum vê-las até em vestidos de festa.. Os enfeites de cabeça prendem os longos cabelos das gueixas. Por aqui, valorizam penteados básicos e dispensam outros acessórios.










COMPRIMENTO LONGO.
O quimono comprido é o traje mais característico do Japão. "Este visual tem ares das camponesas orientais. As técnicas de estamparia também reforçam a identidade nipônica", afirma o professor. Para não exagerar na dose e parecer fantasiada, evite tons de vermelho e prefira um tecido opaco.. Baixas e discretas, as sapatilhas são o melhor calçado para combinar com este tipo de vestido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário